Influência da ingestão alimentar na fisiologia reprodutiva da fêmea bovina.pdf

Resumo

Este artigo discute aspectos relacionados aos efeitos da ingestão alimentar na fisiologia reprodutiva de novilhas e vacas. Em fêmeas de corte e leite a quantidade de alimento ingerido ou a fonte de energia fornecida afetam características do ciclo estral, tais como duração do ciclo, padrão de ondas foliculares, dimensão das estruturas ovarianas e concentrações circulantes de hormônios esteróides. A duração e intensidade do estro também podem sofrer alterações dependendo do regime alimentar empregado. Restrição alimentar pode alterar padrões do ciclo estral e de ciclicidade por reduzir concentrações sangüíneas de IGF-I, glicose e insulina, entre outros. Alta ingestão alimentar, por sua vez, está relacionada a um metabolismo elevado dos hormônios esteróides.

Palavras-chave: nutrição, reprodução, fisiologia, vaca.

Tecnologia do Blogger.