Manejo reprodutivo em gado de corte em regime de monta natural e inseminação artificial .pdf

Resumo
   Alguns procedimentos do manejo reprodutivo em gado de corte como o uso da estação de monta (EM), a adoção de duas ou mais estações são medidas impactantes aos sistemas de produção de gado de corte modernos. Da mesma forma o uso da inseminação artificial (IA) é instrumento de melhoramento genético e melhoria na fertilidade do rebanho. A inseminação artificial, após os progestágenos, se torna uma excelente ferramenta para vencer a dificuldade de prenhez das primíparas e de vacas que chegam ao final da EM ainda vazias. Outro procedimento, a bioestimulação, é capaz de antecipar e melhorar o desempenho reprodutivo das fêmeas. Como os rebanhos trabalhados pelo autor têm na monta natural o seu maior instrumento de fecundação das fêmeas, julgou-se importante levantar o custo de manutenção anual de um touro, que ficou em torno de R$ 784,80 nas condições do Pará. Foram realizadas pesquisas com touros das raças Nelore e Guzerá, alterando a proporção touro:vaca (T:V), os resultados não foram diferentes dos encontrados quando utilizada a proporção convencional de 1:30. Touros adequadamente avaliados quanto ao exame andrológico e a libido e desafiados na proporção de 1:196, fecundaram por dia no período de 21 dias, 3,62, em 42 dias 2,90 e em 68 dias de 2,24 vacas cada um. A taxa de gestação final aos 21, 42 e 68 dias foi de 38,97; 62,56 e 77,95% respectivamente. Verificou- se também as diferenças nos custos referentes à participação do touro na produção de um bezerro desmamado. Na proporção T:V de 1:25, o custo desta participação é R$ 57,99. Ao alterar a proporção para 1:50, 1:75 e 1:100, os valores caem para R$ 28,99, R$ 19,33, R$ 14,50 respectivamente. Evidenciou-se assim que os touros zebuínos estão sendo subutilizados e que o manejo de touros em outras proporções, diferentemente da usada atualmente, é economicamente impactante no sistema de produção. 
Palavras chave: libido, manejo, monta natural, touro:vaca.

Acesso Online
ou
Tecnologia do Blogger.