Nutrição e reprodução em vacas leiteiras .pdf

Resumo
   O período de transição é caracterizado por adaptações no metabolismo de lipídeos, carboidratos e proteínas, visando suprir a demanda por nutrientes da lactação. O balanço energético negativo se inicia poucos dias antes do parto e se agrava no pós-parto. Este é associado à atenuação da freqüência dos pulsos de LH, redução na concentração sanguínea de glicose, insulina e IGF-1, e aumento na concentração de ácidos graxos não esterificados e β-hidroxibutirato. O déficit energético pode reduzir a produção de estrógeno pelo folículo dominante, aumentar o intervalo do parto à primeira ovulação, e reduzir a concentração de progesterona no sangue e a qualidade de ovócitos e embriões. O fornecimento de dietas ricas em proteína é freqüentemente associado ao aumento da concentração de nitrogênio uréico no plasma, alterações no ambiente uterino e redução da viabilidade embrionária. O balanço energético negativo e o consumo de dietas ricas em proteína podem estar envolvidos no decréscimo da fertilidade em vacas leiteiras de alta produção. 
Palavras-chave: período de transição, balanço energético, consumo de proteína, fertilidade
Acesso Online
ou
Tecnologia do Blogger.