Retorno da atividade ovariana luteal cíclica de vacas de corte no pós-parto uma revisão.pdf


Resumo
O restabelecimento da concentração do hormônio luteinizante, o escore da condição corporal, a presença da cria e do touro têm sido reportados como fatores que influenciam o atraso da primeira ovulação no pós-parto. O balanço energético negativo da vaca de corte conduz ao aumento da lipólise no tecido adiposo, o que provoca o aumento das concentrações de ácidos graxos não esterificados, afetando o crescimento embrionário precoce por perda da atividade luteal. A suplementação lipídica, sobretudo o aumento das concentrações séricas da leptina, leva à melhora do desempenho reprodutivo devido a ações centrais e periféricas sob diferentes aspectos.

Palavras-chave: ácidos graxos não esterificados, condição corporal, eficiência reprodutiva, hormônio luteinizante.

ou
Tecnologia do Blogger.