METABOLISMO DE FÁRMACOS POR FELINOS.pdf


RESUMO
Os felinos apresentam respostas diferentes daquelas manifestadas pelos cães quando submetidos à administração de diversos fármacos. O objetivo deste trabalho foi revisar as características do metabolismo de fármacos nos felinos domésticos e os principais fármacos capazes de causar reações adversas e intoxicações nesta espécie, como o paracetamol, o ácido acetilsalicílico e a dipirona. As doses de muitos medicamentos utilizados em felinos são obtidas a partir daquelas utilizadas para cães, podendo desencadear reações adversas nesses animais. Essas manifestações ocorrem devido às diferenças no metabolismo entre as espécies. Gatos apresentam uma deficiência relativa na atividade de algumas enzimas como a glicuronil transferase, que catalisam as reações de conjugação mais importantes no metabolismo de fármacos dos mamíferos. Além disso, estes animais são muito suscetíveis à metahemoglobinemia e à formação de corpúsculos de Heinz após a administração de alguns fármacos, por possuir um número maior de grupos sulfidril nas hemácias, comparado com cães e humanos. Sendo assim, é importante que o médico veterinário esteja atento a essas peculiaridades metabólicas dos gatos para melhor atender e informar seus clientes.

Palavras-chave: felinos, metabolismo de fármacos, intoxicação, gatos.

ou
Tecnologia do Blogger.