ASPECTOS TERAPÊUTICOS DA DERMATITE ATÓPICA EM CÃES - REVISÃO DE LITERATURA


RESUMO


Objetivou-se com esta revisão, discorrer sobre a etiopatogenia, sinais clínicos, métodos diagnósticos e os diversos protocolos terapêuticos empregados no tratamento da dermatite atópica canina. A enfermidade vem sendo diagnosticado com uma freqüência maior na clínica de caninos, tratando-se da segunda dermatopatia alérgica mais comum em cães. Os sintomas iniciam com eritema e prurido cutâneo, normalmente esse prurido acomete face, patas, flancos, virilhas, axilas, face e orelhas. O diagnóstico de dermatite atópica baseia-se no histórico, nos achados clínicos, na exclusão de outras dermatopatias pruriginosas, podendo ser confirmado com a realização de exames complementares como teste alérgico intradérmico e o teste histopatológico. O corticosteróide, ainda é o medicamento de eleição no tratamento da doença, sendo geralmente necessário usá-lo durante toda a vida do animal. Outras drogas como a ciclosporina, pentoxifilina, anti-histamínicos e ácidos graxos também podem contribuir para o controle da enfermidade, principalmente quando associadas ao corticosteróide.


Palavras-chave: atopia, cães, tratamento.

ACESSAR DOCUMENTO COMPLETO 
Tecnologia do Blogger.