CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS E FISIOLÓGICAS DA FERMENTAÇÃO RUMINAL DE BOVINOS EM PASTEJO – REVISÃO DE LITERATURA


CHEMICAL AND PHYSIOLOGICAL CHARACTERISTICS OF RUMEN FERMENTATION IN GRAZING CATTLE - REVIEW 


RESUMO

O objetivo da presente revisão é abordar os principais aspectos da fermentação ruminal de bovinos em pastejo. Os ruminantes possuem a capacidade de fermentar alimentos fibrosos sintetizando nutrientes como proteínas, AGVs e vitaminas, por conta do desenvolvimento dos pré-estômagos e da simbiose com microrganismos. Os microrganismos ruminais necessitam de condições ideais de temperatura, pH, anaerobiose e N-NH3 para se desenvolverem e atuarem adequadamente. Bovinos em pastejo mantêm o pH ruminal próximo da neutralidade, permitindo o bom desenvolvimento das bactérias fibrolíticas. Animais em pastejo tem uma maior relação acetato:propionato:butirato. Animais em pastejo produzem maior quantidade de metano.
PALAVRAS CHAVE: AGVs, Ambiente ruminal, Metano, Nitrogênio amoniacal, pH 

Tecnologia do Blogger.