EPÚLIDE ACANTOMATOSO EM CÃO – REVISÃO DE LITERATURA


ACANTHOMATOUS EPULIS IN DOG - LITERATURE REVIEW 

RESUMO
As neoplasias orais representam 5% de todas as neoformações encontradas em cães e gatos e na maioria dos casos ocorrem em animais de idade média a avançada, ainda que não sejam raros os acometimentos em jovens. Os epúlides, em suas quatro formas, fibromatoso, acantomatoso, de células gigantes e ósseo, figuram como amplamente incidentes, e no cão são os tumores mais frequentes neste local. Apesar do leque de opções terapêuticas disponíveis para esse tipo de neoplasia oral, o tratamento cirúrgico ainda é o mais utilizado. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão literária sobre o epúlide acantomatoso, devido à alta incidência dessa neoplasia em cães, enfatizando suas características clínicas, métodos diagnósticos e terapêuticos, assim como o de salientar ao profissional a importância da inspeção da cavidade oral dos animais, visto que a intervenção terapêutica precoce confere melhor qualidade de vida e maior sobrevida aos pacientes.
Palavras-chave: acantomatoso; cão; epúlide; neoplasia. 




Tecnologia do Blogger.