[revisão] HIPOTIREOIDISMO CANINO . PDF

A glândula tireoide está presente em todos os mamíferos e possui diversas funções, tais como: síntese, armazenamento e liberação de hormônios tireoidianos para a corrente sanguínea, sendo que estes hormônios são responsáveis pela atividade metabólica do animal. Os hormônios tireoidianos são o triiodotironina (T3) e tetraiodotironina (T4), onde o T3 atua promovendo as ações da tireoide, enquanto o T4 atua como um reservatório na corrente sanguínea do animal e o mesmo é convertido em T3 conforme a necessidade metabólica do animal. O hipotireoidismo é caracterizado pela não produção ou uma produção ineficiente desses hormônios, sendo uma afecção da glândula tireoide comumente descrita em animais de companhia. O hipotireoidismo pode ser classificado como primário, secundário ou terciário, conforme sua etiologia e local de acometimento no organismo. Os hormônios tireoidianos têm por finalidade manter a atividade metabólica de todo organismo, qualquer queda na produção ou liberação dos mesmos acarreta o surgimento de diferentes sinais clínicos no paciente. Após a conclusão do diagnóstico, o tratamento é eficaz e facilmente instituído. O prognóstico varia de acordo com a etiologia da enfermidade.


Palavras-chave: hormônios, tireoide, triiodotironina e tetraiodotironina.





Tecnologia do Blogger.