CÁLCULO DE TRANSFUSÃO SANGUÍNEA EM CÃES

Compartilhar:


como-calcular-sangue-transfusao-sanguinea-caesO sangue e seus derivados devem ser administrados através de um sistema de filtro, para reduzir a infusão de microagregados de plaquetas, leucócitos, gorduras e êmbolos. Ele deve ser aquecido a 37º C aproximadamente meia hora antes da transfusão, para evitar hipotermia. O calor excessivo deve ser evitado, para não ocorrer hemólise e precipitação do fibrinogênio e outras proteínas. Após o aquecimento, o sangue não deve retornar à refrigeração, devido à possibilidade de proliferação bacteriana.


A administração deve ser feita através das veias cefálicas ou jugular. Nos animais recém-nascidos pode ser feita a infusão através da cavidade medular do fêmur ou úmero, a qual permite que 95% das células penetrem na circulação em 5 minutos. A administração intra-peritoneal é uma via que pode ser usada em cães e gatos jovens, quando a punção da veia é difícil ou impossível, mas a absorção das células é baixa (aproximadamente 50% com 24 horas e 70% com 48 a 72 horas).



O volume de sangue a ser transfundido pode ser calculado da seguinte maneira:


Volume de sangue (ml) = Peso do receptor x aumento desejado de hemoglobina x 70

Hemoglobina do doador


Uma outra alternativa é considerar que a infusão de 1 a 2 ml de sangue/kg de peso eleva o hematócrito em 1%, quando o hematócrito do doador for de 40% ou mais.


Quando se utiliza papa de hemácias, deve ser administrado a metade do volume, pois o hematócrito da papa está entre 70 a 80%.

O volume de plasma sugerido é de 6 a 10 ml/kg de peso nas hipoproteinemias. Na reposição dos fatores de coagulação, usa-se 6 a 10 ml/kg de peso, 2 a 3 vezes ao dia, durante 3 a 5 dias, numa velocidade que não ultrapasse a 6 ml/minuto. O crioprecipitado deve ser administrado na dose de 12 a 20 ml/kg de peso.


A velocidade na qual o sangue deve ser transfundido depende da situação clínica. Nas hemorragias maciças agudas, a velocidade deve ser relativamente alta, 22 ml/kg/hora. Em pacientes de pequeno porte ou com insuficiência cardíaca, usa-se a dose de 4 ml/kg/hora. Exceto nestes casos, aconselha-se uma velocidade inicial de 0,25 ml/kg durante 30 minutos, enquanto o paciente é cuidadosamente monitorado para verificar a possibilidade de reações transfusionais. Após este período, a velocidade pode aumentar para 4 a 5 ml/kg/hora. O tempo máximo de infusão deve ser de 4 horas, para evitar crescimento bacteriano no caso de contaminação. As soluções cristalóides podem ser administradas simultaneamente com sangue total, papa de hemácias ou plasma, para auxiliar a correção da hipovolemia e restaurar o débito cardíaco. Somente as soluções salinas ou soluções balanceadas sem cálcio devem ser administradas através do mesmo catéter, devido à possibilidade de coagular o sangue; já as soluções de dextrose podem causar auto-aglutinação, hemólise ou ambos.

VEJA MAIS SOBRE TRANSFUSÃO NO 
LIVRO GRÁTIS : TERAPÊUTICA VETERINÁRIA
Nome

Agronegócio,1,Anatomia,56,Anestesiologia,31,Animais Silvestres,20,Apicultura,1,Apostilas,164,Aprenda Inglês,4,Artigos,9,Atlas,15,Aves,8,Bem estar animal,13,Biologia,1,Biologia Celular,3,Bioquímica,9,Bovinos,34,Bubalinos,3,Bulário,1,Cães,25,Cartão de vacinação,6,Cirurgia,25,Citologia,2,Clínica,55,Compêndio,4,Concursos,3,Construções rurais,1,Corte,5,Cunicultura,2,Cursos,1,Dermatologia,13,DESIGN VET,6,DESTAQUES,11,Diagnóstico por Imagem,4,Dicas,8,Dicionário,3,Direto ao Ponto,3,Diversos,12,Doenças,10,eBooks,137,Endocrinologia,1,Epidemiologia,5,Equinos,33,Etologia,1,farmacologia,14,Felinos,10,Fisiologia,14,Forragicultura,2,GALERIA ANIMAL,14,Gatos,14,Grandes Animais,2,Guias,2,Handout,2,histologia,1,Imunologia,9,Infecciosas,3,IPOA,1,Leite,13,Manejo Sanitário,3,Melhoramento Genético,5,Microbiologia,3,Neurologia,1,Notícias,6,Nutrição Animal,20,Nutrologia,2,Nymeria Tv,5,Odontologia Equina,1,Oftalmologia,4,Ovinos e Caprinos,7,Parasitologia,24,Patologia Clínica,9,Patologia Veterinária,16,Pequenos Animais,1,Piscicultura,4,Protocolo de Conduta,8,Radiologia,2,Reprodução,21,Resumos,2,Revisão Bibliográfica,21,Revistas,5,Ruminantes,9,Saúde Publica,9,Semiologia,12,Slides,2,Suinocultura,16,Suínos,15,Suturas,1,TCC,2,Terapêutica,6,Toxicologia,1,TPOA,5,Veterinária,75,VIDEOAULAS,35,vídeos,34,Virologia,1,Zoonoses,5,Zootecnia,15,
ltr
item
Vetarq - Biblioteca Virtual de Medicina Veterinária e Zootecnia: CÁLCULO DE TRANSFUSÃO SANGUÍNEA EM CÃES
CÁLCULO DE TRANSFUSÃO SANGUÍNEA EM CÃES
calculo transfusão cães transfusão sanguinea em cães calculo calculo transfusao caes conta transfusao caes transfusão de sangue em cães calculo
https://1.bp.blogspot.com/-o6w7a-b9yDo/V9mSrQpc8mI/AAAAAAAAAbs/8GR-R3SMvsQkQA4FMLdsdEieawAneQ0rwCK4B/s200/transfusao-sangue-cao.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-o6w7a-b9yDo/V9mSrQpc8mI/AAAAAAAAAbs/8GR-R3SMvsQkQA4FMLdsdEieawAneQ0rwCK4B/s72-c/transfusao-sangue-cao.jpg
Vetarq - Biblioteca Virtual de Medicina Veterinária e Zootecnia
https://www.vetarq.com.br/2016/09/calculo-transfusao-sanguinea-cao.html
https://www.vetarq.com.br/
https://www.vetarq.com.br/
https://www.vetarq.com.br/2016/09/calculo-transfusao-sanguinea-cao.html
true
3520445462717506664
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Ver mais Reply Cancel reply Delete Por Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Voltar para Página Inicial Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content